Repositório de recursos e documentos com interesse para a Genealogia

Logo

  • Primeiros passos em Genealogia: como começar, onde pesquisar, recursos disponíveis e outras informações.

  • Apelidos de família: de onde vêm, como se formaram.

  • Índices de passaportes, bilhetes de identidade, inquirições de genere e outros.

8 de fevereiro de 2017

8 de fevereiro de 2017 por Maria do Céu Barros comentários
No próximo dia 16 deste mês de Fevereiro, sob os auspícios da Direcção-Geral do Património Cultural e da Embaixada do Brasil, será lançado na Sala do Capítulo do Mosteiros dos Jerónimos o livro “Pernambuco Revolucionário — Relações com a Coroa e vicissitudes de seus Bispos”, do qual é co-autor Hernâni Maia, membro do nosso grupo no Facebook, e colaborador também deste blog.

Trata-se duma biografia historiográfica rigorosa duma figura nascida no Porto - Frei José Maria de Araújo - e que se distinguiu, ainda que efemeramente, no historicamente denso e rico panorama socio-político de Portugal na viragem para o século XIX. Na elaboração deste trabalho foram usados e citados documentos do Arquivo Secreto do Vaticano, do Arquivo Nacional Torre do Tombo, da Fundação Biblioteca Nacional do Brasil (Projeto Resgate), entre outros, e também dos Arquivos Distritais do Porto, de Vila Real e de Viana do Castelo para o levantamento genealógico do biografado. 

Resumo:
Na viragem do séc. XVIII para o séc. XIX, sabe-se em Lisboa que existem em Pernambuco sementes de independência, em parte inspiradas na Revolução Francesa e na subseqüente tomada do poder por Napoleão Bonaparte. Nesse tempo estavam a chegar ao Recife licenciados pela Universidade de Coimbra trazendo consigo o sentido algo revolucionário e reformador do Marquês de Pombal, que passou a usar a Igreja como agente político e veículo de politização, para tanto baseado no novo acordo que fizera com a Santa Sé. A Coroa queria enviar para Olinda um bispo da sua confiança, do melhor que houvesse então em Portugal, para tentar re-encaminhar o Seminário no “bom sentido” dos interesses portugueses; Frei José Maria de Araújo foi o escolhido. Mas forças ocultas, eventualmente estimuladas pelo caráter autoritário e algo conflituoso do bispo cessante, manobraram na sombra para que este processo se atrasasse, dando assim tempo para que a ação do novo bispo fosse menorizada e neutralizada. Tudo viria afinal a culminar com a sua morte, acidental ou provocada, mas que de qualquer forma conviria para aqueles que defendiam a conspiração a favor da independência. São relatadas consequências de todo este imbróglio para o destino de uma família entre as muitas que foram apanhadas nos conflitos.

Pelo material nele contido e citado, este livro poderá vir a constituir uma contribuição de referência para a história do relacionamento entre Portugal e o Brasil, relativo à época a que se reporta. Nele são referidas as Invasões Francesas no Porto e em Lisboa, a Revolução Francesa, a Maçonaria, a transferência da Família Real para o Brasil, a prisão dos Papas, a crise na exportação do vinho do Porto, em suma, o ambiente de enorme incerteza e instabilidade económica, social e política que se viveu durante as investidas de Napoleão Bonaparte.

O livro foi prefaciado por Maria Cristina Cavalcanti de Albuquerque, autora brasileira de vários livros incidindo sobre a História de Pernambuco, em ligação com a biografia dos seus antepassados, fundadores e colonizadores desta parte do Brasil e, mais tarde, promotores da Revolução Pernambucana de 1817 que precedeu a independência do Brasil. O livro está recomendado como uma das leituras associadas com a Celebração do Bicentenário da Revolução, cuja cerimónia de abertura terá lugar no próximo dia 12 de Março no Recife.

A natureza deste trabalho torna-o interessante também para muitos genealogistas de Portugal e do Brasil. O índice do livro pode ser consultado no Repositório da Universidade Católica Portuguesa.

Publicado pela LF Editorial, de São Paulo, infelizmente, não está a ser comercializado em Portugal, embora tenham sido importados livros em quantidade suficiente para a sua divulgação e venda, durante este lançamento em Lisboa e uma apresentação que terá lugar em 4 de Abril na Reitoria da Universidade do Porto, mas que ainda se encontra em preparação.
Os genealogistas brasileiros que estiverem interessados poderão adquirir o livro na LF Editorial de São Paulo e também em algumas livrarias brasileiras que o anunciam online.

A sessão de lançamento será aberta, pelo que aqui publicamos também o Convite para a apresentação do livro (clicar na imagem para aumentar).

2016, Hernâni L.S. Maia, Raquel Gonçalves-Maia, Gilda Whitaker Verri e Eduardo Duque, "Pernambuco Revolucionário — Relações com a Coroa e vicissitudes de seus Bispos", LF Editorial, São Paulo, Brasil
Publicado em: ,

0 comentários:

Enviar um comentário

Biblioteca
Videoteca